PROGRAMAÇÃO
Prefeitura oferece informações turísticas e históricas durante a Festa da Uva 2019
04/03/2019 11:57 em Novidades

Casa Institucional e Casa da Comunicação funcionam junto às réplicas de Caxias de 1885

 

Em espaços institucionais, a Prefeitura de Caxias do Sul presta diferentes serviços aos visitantes da Festa da Uva 2019. Localizadas junto às réplicas da avenida Júlio de Castilhos de 1885, no Parque de Eventos, a Casa Institucional e a Casa da Comunicação oferecem informações importantes para quem visita a Festa. Na primeira, a Secretaria Municipal do Turismo (Semtur) divulga os roteiros turísticos da cidade, esclarecendo dúvidas sobre as localidades e empreendimentos. Na segunda, a equipe da Coordenadoria de Comunicação Social apresenta a exposição “#FestaNaPrefa”, retratando em imagens o período em que o evento ocorreu no prédio onde hoje é o Centro Administrativo Municipal.

Os servidores do Executivo estão identificados no parque com camisetas azuis, com a marca #PrefaNaFesta. Os visitantes são estimulados a postar fotos com essa tag. A exposição da Casa da Comunicação leva o nome contrário, por mostrar como o evento já ocorreu na prefeitura. A primeira fotografia mostra o prefeito de 1931, Miguel Muratore, com a família, na exposição de uvas que marcou o início da história. As fotografias retratam as estruturas provisórias montadas na Praça Dante Alighieri ao longo da década de 30, até a inauguração do prédio do Centro Administrativo, chamado à época de Feira Industrial, em 1954. As imagens históricas são comparadas com imagens atuais, feitas em ângulos semelhantes, para mostrar a evolução ao longo do tempo. As fotos retratam presidentes de diferentes épocas marcando presença na Festa. Nos anos 70, aparece o crescimento do evento e a construção do Parque Mário Bernardino Ramos, finalizado em 1975.

A Casa da Comunicação também expões objetos que fazem parte da coleção do Museu Municipal de Caxias do Sul. São itens de cozinha, como bules esmaltados, gamelas e panelas dos primeiros imigrantes. Estão disponíveis, ainda, aventais, lenços e chapéus para fotos. Eles estão guardados em um baú trazido pelos imigrantes italianos, outra peça do museu colocada em exposição.

O aposentado João Manuel da Silva Viegas, de 62 anos, veio de Triunfo passear na Festa da Uva com a família. Ele conta que sempre teve curiosidade em visitar o evento, mas que nunca tinha tido a oportunidade. “Eu era caminhoneiro e passava por aqui, via as placas indicando o caminho para a Festa da Uva, mas não podia participar, porque levava móveis produzidos na região até Manaus, numa longa viagem de 13 dias. Neste ano, convidei a família para o passeio e viemos a Caxias do Sul. Achei muito boa a exposição das imagens antigas e principalmente a recepção. É algo que me surpreendeu”, comenta. A esposa, Ozilda Oliveira da Silva, de 58 anos, também aprovou a visita. “Eu amei ver esses objetos antigos. Dá até vontade de tocar neles”, conta.

O controlador de produção Alcenil da Silva, de 47 anos, mora há 30 em Caxias do Sul e também conferiu a exposição #FestaNaPrefa. “Eu não sabia que a Festa da Uva acontecia no prédio onde hoje é a prefeitura. Achei muito bacana. Também gostei muito de saber que a exposição de uvas desse ano remete à edição de 1931. Quando vi a fotografia, fiquei até emocionado. Às vezes, não sabemos de onde vêm as coisas, mas tudo tem uma história”, conta.

Vinda de São Leopoldo, Maria de Lourdes Cardoso, de 59 anos, aproveitou o sábado com a família nos pavilhões. Ela prestou bastante atenção às explicações sobre o evento. “Gostei muito da história. Está tudo muito bonito, a cidade é muito bonita. Valorizar a cultura é muito importante para aprendermos como tudo começou. É como se a gente revivesse toda a história”, conta a aposentada.

Foto por Mateus Argenta

COMENTÁRIOS