PROGRAMAÇÃO
Câmara arquiva abertura de processo de impeachment contra vereador
11/02/2020 14:50 em Novidades

Câmara arquiva abertura de processo de impeachment contra vereador

A Câmara de Vereadores de Caxias do Sul não acatou pedido de impeachment ao vereador Rafael Bueno (PDT). O avanço do processo no Legislativo foi rechaçado por 16 votos favoráveis contra cinco favoráveis. O impedimento foi protocolado pelo presidente da Associação dos Moradores de Bairro (Amob) Mariland, Rodolfo Pereira Valim Júnior, ainda na segunda-feira (10).

A justificativa para a ação era a condenação de Bueno em processo judicial, que impôs a ele o pagamento de R$ 10 mil a um vizinho, Antônio Sachet, em quem tentou jogar um tijolo após discussão. O desentendimento teria sido causado por conta de pedidos de pintura de faixa amarela em frente à residência de Sachet. O pedetista já anunciou que vai recorrer da decisão da Justiça, que determinou o pagamento da multa por conta de danos morais.

Na Câmara, as 19 páginas do pedido de cassação foram lidas pela 1ª secretária da mesa diretora, a vereadora Tatiane Frizzo (SD). Após a leitura da peça os vereadores puderam dar as próprias disposições sobre o protocolo. O vereador Elisandro Fiuza (Republicanos) se posicionou favorável à admissibilidade, considerando que Caxias passa por dificuldades após o impedimento de Daniel Guerra (Republicanos).

Ele ainda lembrou que a Comissão de Ética do Legislativo aplicou a suspensão de 60 dias ao vereador Chico Guerra (Republicanos), por um problema que avalia como de menor gravidade./ Diante disso, ele defendeu no Plenário que a Casa deveria acolher o pedido de impeachment.  

Fiuza foi acompanhado por Kiko Girardi (PSD), Tatiane Frizzo (SD), Tibiriçá Maineri (Republicanos) e Gladis Frizzo (MDB) na exposição de posição favorável ao acolhimento. No entanto, o pedido foi rejeitado por 16 votos contrários.

O autor da proposta, Antônio Rodolfo Pereira Valim Júnior, acompanhou a votação no plenário, e afirma que vai buscar suporte jurídico para formular um novo pedido de impedimento contra Rafael Bueno./ O vereador não esteve presente na votação de admissibilidade da ação, já que cumpre agenda em Brasília.

COMENTÁRIOS